NAZARÉ

 

01

02

03

05

04

06

07

08

09

10

12

13

14

15

16

17

18

_MG_4428

22

23

26

27

28

29

30

32

33

34

36

50

42

40

47

cópia de _MG_0948

cópia de _MG_0939

48

45

44

41

37

49

51

52PHOTOS: Luciana Pinto

Nazaré – english

Nazaré is a portuguese town, that has grown from a fairly small fishing village to a tourist hotspot, one of the first in Portugal.

One interesting tradition held by the local women is the use of seven layered tops and skirts, which helped protect them from both the cold and water as they waited for their husbands and sons, who were fishing for the day, to return to shore.

These skirts, along with the flannel shirts and black berets typically worn by men, made for a unique look to these people, a look that, during the 1950’s and 60’s, attracted many photographers and other artists, including names such as Lino António , Jorge Barradas, Stanley Kubrick and Cartier-Bresson , who would document the daily lives of the people of Nazaré.

In fact, these outfits can still be seen today, with women sewing fishing nets or drying out fish by the sand, near small, colorful boats.

That being said, it’s impossible to bring up Nazaré without talking about its waves. As of now, the largest wave ever surfed took place in Nazaré’s Praia do Norte (Northern Beach), this record was set by Garrett McNamara in November of 2011. It’s this world-renowned seaside that has become a challenge for big wave surfers from all corners of the world, which in turn drives major traffic to the town as whole.

For those more interested in what food these waters have to offer, you won’t be disappointed. Nazaré is a gastronomical paradise, with fresh fish, prepared in a multitude of ways, from a caldeirada nazarena (a stew with various types of fish) to sardines, grilled grouper and sea bass, as well as delicious loafer, lobster and spider crab.

 

Nazaré – português

 

Nazaré é uma vila portuguesa que, ao longo do século XX, evoluiu progressivamente de uma vila de pesca para uma vila turística, tendo sido um dos primeiros pontos de turismo de Portugal.

Faz parte da tradição nazarena o uso das sete saias por suas mulheres, que ficavam muitas horas sentadas no areal, esperando seus maridos e filhos voltarem da pesca. Usavam as várias saias para se cobrirem: as de cima para proteger a cabeça e ombros da maresia, e as restantes para tapar as pernas.

As sete saias das mulheres e a camisa de flanela e barrete preto dos homens atraíram, durante os anos 50 e 60, do século passado, nomes como Lino António, Jorge Barradas , Stanley Kubrick e Cartier-Bresson, que documentaram, em pintura e fotografia, o dia-a-dia do povo nazareno.

Atualmente ainda se pode ver pescadores em camisas de xadrez e as suas mulheres com sete saiotes, remendando as redes de pesca ou secando o peixe sobre o areal, perto dos seus barquinhos coloridos.
É hoje impossível falar de Nazaré sem fazer referência ao recorde mundial da maior onda já surfada, de 30 metros, estabelecido por Garrett McNamara, na Praia do Norte, em Novembro de 2011. O mar de Nazaré é um desafio para surfistas de ondas gigantes do mundo inteiro, sendo também outro grande atrativo turístico desta vila.
Para os apreciadores de peixes e mariscos, Nazaré é um paraíso gastronômico. Peixe fresquíssimo cozinhado de diferentes maneiras, desde a caldeirada nazarena (com diferentes variedades de peixes) às sardinhas, cherne e robalo grelhados e os deliciosos lavagantes, lagosta e santola.

8 comentários em “NAZARÉ”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s